COLÉGIO MAGNUM CIDADE NOVA

UMA ESCOLA COMPLETA

COLÉGIO MAGNUM CIDADE NOVA

UMA ESCOLA COMPLETA

Notícias  

Os perigos da mentira: educar filhos destacando a importância da verdade

21 janeiro 2021

   Os perigos da mentira são inúmeros e bem conhecidos pelos adultos. Sabemos que dizer a verdade é essencial para uma vida ética e moral. E ensinar isso para as crianças é importantíssimo para a formação de pessoas honestas e verdadeiras.

   Entretanto, todos nós passamos por um período em que aprendemos a mentir, e o quanto a mentira pode ser sedutora. Muitos podem não se lembrar dessa fase, afinal, ela acontece nos anos iniciais da infância. Mas, para a maioria dos pais, é possível reconhecer quando seu filho está passando por esse momento, e se arriscando com algumas inverdades.

   Nesta fase, muitas dúvidas podem surgir: como saber que meu filho está mentindo? Como lidar com essas mentiras? Como ensiná-lo sobre os perigos das mentiras e a importância da verdade?

   Para responder a essas dúvidas, contamos com a psicóloga, psicopedagoga e professora do 5º Ano do Ensino Fundamental do Colégio Magnum, Luciana Barros. Continue a leitura e confira.

 

Quando as crianças começam a mentir?

   A professora Luciana Barros nos explica que as crianças começam a mentir à medida que seus pensamentos e a linguagem se desenvolvem e as habilidades de comunicação vão se sofisticando.

   “O comportamento de mentir tem uma função muito específica que se relaciona ao contexto em que ocorreu e pode surgir logo no início da infância, quando a criança já é capaz de verbalizar”, explica Luciana.

   Estudos apontam que essa fase tem início por volta dos 2 e 3 anos de idade.

 

O que motiva as mentiras dos filhos?

   A professora explica que, ao entender as características e a evolução do pensamento infantil, é possível compreender a função do comportamento de mentir durante a infância.

   Assim, as crianças mentem, motivadas por seus pensamentos egocêntricos, que privilegiam a realização de desejos. “A mentira pode vir na tentativa de obter satisfação imediata ou de se livrar de uma situação de desconforto”.

 

Quais os perigos da mentira para as crianças?

   Ao mesmo tempo em que a criança começa a mentir, seu caráter ainda está em desenvolvimento. Isso pode assustar e preocupar alguns pais, afinal, todos querem criar seus filhos da forma mais ética e moral possível. Então, fica o questionamento: como essa fase pode influenciar as crianças? Elas podem ser prejudicadas por esse comportamento mentiroso?

   A professora Luciana nos explica que, diferente do que ocorre com os adultos, a mentira na infância está relacionada à capacidade de a criança fantasiar, inventar e alterar uma realidade. E, com o passar dos anos, se esse hábito persiste, é importante que pais e professores avaliem as necessidades das crianças. Isso ajuda os responsáveis a descobrir o porquê de a criança recorrer à mentira como estratégia.

 

Como identificar as mentiras das crianças?

   Luciana revela que “ouvir é a grande estratégia”. Por isso, a escuta ativa ao que a criança diz é a grande aliada na luta com a mentira dos filhos. Ela também lista outros passos a serem tomados. “Ampliar o olhar da criança sobre a situação, conversar sobre as necessidades dela. Tudo deve ser feito de forma equilibrada, através de perguntas abertas”.

   A educadora ainda levanta alguns pontos de atenção, relacionados à ansiedade do adulto. Muitas vezes, os adultos que lidam com a criança podem ficar tão aflitos ao confrontar as suas mentiras, que podem começar a “construir a fala da criança”. Essa não é uma boa estratégia, uma vez que pode contaminar a fala da criança com as impressões ou conclusões dos próprios adultos. E assim a criança pode apenas concordar e validar aquele relato, não construído por ela, para sair da situação que lhe traz incômodo.

 

Como reagir à mentira dos filhos?

   É comum ficar frustrado ou nervoso ao pegar o filho em uma mentira. Porém, a sua reação nessa situação pode interferir de forma negativa na educação da criança. Na visão da professora, repreender de forma autoritária pode ser uma péssima ideia, gerando o efeito contrário ao desejado.

   “Amedrontar a criança ou aplicar uma sanção desproporcional pode causar intimidação e consequentemente a ampliação desse repertório de mentir”, explica. É importante ouvir e dialogar com a criança, buscando desconstruir a narrativa inventada. Para isso, os pais devem apresentar evidências para ajudar a criança a perceber as contradições na sua narrativa e quais as consequências e os perigos da mentira.

 

Como ensinar as crianças a dizer a verdade?

   Para combater os perigos da mentira, investir no diálogo é essencial. De acordo com a professora, essa abordagem faz com que a criança se sinta acolhida e compreenda que sua ação é inadequada e quais são as consequências de não dizer a verdade. Além disso, tanto pais quanto professores são responsáveis por explicar às crianças que estão mentindo, mostrando as incoerências de seu discurso e os resultados negativos da mentira.

   Estabelecer uma convivência pautada na confiança, admitir erros diante das crianças, valorizar quando o filho assume uma falha são exemplos de como podemos ensinar que não há necessidade de mentir, é o que defende a educadora. “Diante de situações em que a mentira seja identificada, deve-se promover espaços para o diálogo, quando erros e falhas sejam abordados de forma respeitosa e construtiva, buscando a solução das questões”, completa.

 

Como a escola pode combater as mentiras das crianças?

   A escola é um local importante na vida de qualquer criança e, por isso, também deve auxiliar nesse processo de combate às mentiras e no desenvolvimento dos bons valores. Para isso, Luciana destaca que a instituição deve adotar estratégias para favorecer o desenvolvimento moral da criança. O foco então deve ser o trabalho com as habilidades socioemocionais, como ética e honestidade.

   Isso já é feito no Magnum, através de jogos estratégicos, conversas informais, aulas expositivas, experimentos sociais, histórias contadas, discussão de filmes e dinâmicas de grupo. “Combater a mentira nada mais é que trabalhar com os alunos o princípio da verdade como parâmetro fundamental na maneira de agir”.

 

Para ler, ouvir e assistir

   Algumas narrativas podem ajudar pais e professores na abordagem da temática dos perigos da mentira com as crianças.

   Luciana lista algumas fábulas e histórias que podem ser usadas como exemplo nesta fase. Entre elas, o clássico “Pinóquio”, grande referência sobre o tópico, por gerações.  Além desse clássico, a professora também cita filmes atuais que discutem a questão:

  •  Procurando Nemo.
  • Toy Story 1, 2 e 3.
  • A nova onda do imperador.

 E para quem prefere livros, Luciana indica:

  •  “O menino que tinha medo de errar”.
  • “Não fui eu! Aprendendo sobre honestidade”.
  • “O papagaio que não gostava de mentiras e outras fábulas africanas”.
  • “A princesa Bia e a mentira que cresceu”.
  • “A semente da verdade”.

    Essas narrativas podem ser grandes aliadas na educação sobre os perigos da mentira. E, como vimos, dialogar com as crianças sobre o tema é de extrema importância para garantir uma educação completa para os pequeninos.

 

Ensinamentos bíblicos

   Agora, confira algumas passagens da Bíblia que podem auxiliar as famílias e os educadores a mostrarem para as crianças o valor da verdade e os perigos da mentira. As dicas são do coordenador do Espiritualidade Cristã Magnum, Breno Almeida. 

•          Disse-lhe Jesus: "Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim" (João 14, 6). Aqui, Jesus ensina que Ele é a própria verdade, o caminho e a vida, por isso não devemos nos desviar desse caminho, e assim estaremos no caminho da vida eterna, fazendo o que Ele ensinou. 

 •          "E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará" (João 8, 32). Aprendendo o cristianismo, conheceremos o próprio Jesus que nos salvará e nos libertará de todo mal.

 •          Mateus 13, 3-9 e Mateus 13, 18-23. Aqui recordamos a parábola, com uma mensagem linda do semeador, que mostra o verdadeiro coração do cristão.

(25) Krozz - Música - João 14:6YouTube

    Uma ótima pedida para levar os ensinamentos de Deus para as crianças são as ferramentas lúdicas, como a música. Uma boa pedida é ouvir a banda Krozz, formada por Kako, Lina e Juba, amigos inseparáveis que encontraram na música um caminho para levar a Palavra de Deus pelo mundo. O coordenador Breno recomenda, em especial, a música João 14:6. Breno conta que a música é pequena e fala sobre este versículo: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida”. Ela pode ser ouvida pelo canal oficial dessa turminha no Youtube. Link aqui.

 

Escola completa

   O Colégio Magnum é um grande aliado para uma formação completa de crianças e jovens. Indo além dos conteúdos de sala de aula, a escola investe na educação social e ética de seus alunos. Saiba mais aqui!

   Gostou da nossa filosofia e métodos de como apoiar as famílias na educação dos filhos? Estamos com matrículas abertas. Traga seus filhos para o Magnum Cidade Nova.

   Tem alguma dúvida? Deixe seu comentário.